Agricultura familiar e as estratégias de manejo dos antigos castanhais no Pará

Pague a vista no boleto com desconto
ou 3x sem juros no cartão.

* Para pagamento via PicPay, Pix ou transferência, selecione a opção 'Pagamento offline'  e siga as instruções.

 

Observação:

A entrega nesta sessão é econômica:
* Via Correios - Impresso módico;
* Prazo para envio de 6 dias úteis + tempo dos Corrreios;
* Frete com valor único par qualquer CEP do Brasil.

 

Para entrega expressa, acesse aqui >>
* Vendido e entregue pela Parceira Um Livro
* Via transportadora;
* Postagem de dois úteis mais tempo de transporte;
* Valor definido por CEP.

 

Este livro é um estudo que aborda os castanhais do Pará como meio de sobrevivência de famílias camponesas, bem como uma avaliação de como o manejo agroecológico desta árvore pode ser um elemento de geração de desenvolvimento sustentável do meio rural.

 

>> E-book via Amazon

 

Agricultura familiar e as estratégias de manejo dos antigos castanhais no Pará

REF: A9798603403359
R$ 31,90Preço
  • A ocupação da Amazônia no sudeste paraense teve seu ápice na década de 1970, com a abertura da Rodovia Transamazônica e o Projeto Grande Carajás, desencadeando um processo migratório induzido pelo governo como política de desenvolvimento para Amazônia. Isso não levou em conta todas as particularidades dos principais atores do meio: o homem migrante e o homem morador.

    Esta ocupação foi movida por vários ciclos econômicos, tendo como um dos mais importantes o ciclo da castanha. Os antigos castanhais extrativistas foram aos poucos sendo substituídos por uma exploração ilimitada e inconsequente. O Sudeste do Pará é uma fronteira agrícola complexa, porque o extrativismo predatório é predominante e com várias frentes de exploração. Formando uma teia e dinâmica onde tudo acontece ao mesmo tempo de forma rápida, com alta volatilidade. E, ainda, sendo palco de disputa de projetos políticos distintos: o agronegócio e a agricultura familiar, duas forças que se repelem e se enfrentam constantemente na disputa de espaço –Terra.

    Espaço também ocupado por indígenas, posseiros, madeireiros, mineradora, fazendeiros e especuladores. Esta obra tem o intuito de analisar agricultura familiar nesta região, descrevendo as estratégias produtivas dos agricultores familiares do Projeto de Assentamento Castanhal Araras. Apresenta uma breve história sobre a ocupação sobre a Amazônia, a exploração degradante dos antigos castanhais. e as atuais estratégias de manejo da agricultura familiar.

  • Livro impresso

    Autora: Maria da Silva

    Edição: 1/2020

    ISBN: 9798603403359

    Tamanho: 14/21 cm

    Páginas: 114

    Peso: 130g

    Miolo: preto e branco, papel ofsset 70g

    Capa: papel cartão triplex, 250g,

    Orelhas: 7cm.

    Acabamento da capa: colorido com brilho

    Lombada: quadrada com colagem.