Buscar

Linhas de Segmentaridade

Por: Breno Pitol Trager

Segmentaridade está muito além de ser um livro de poesia. São palavras alinhadas em uma lógica pós-contemporânea que nos traz mais que sentimentos, mas, reflexões: da vida, do mundo, do universo, enfim, filosóficas. Os trechos nos exigem um nível de intelecto apurado para compreender os significados e a mensagens e essa é a grande jogada desses versos e poesias que Breno nos apresenta.

Compre por R$ 52,90 via parceiro:

Compre o e-book via

Obs.: ao clicar em qualquer um dos dois links (Um Livro ou Amazon) você será transferido de forma segura para estes sites, onde poderá finalizar sua compra e estes farão a entrega.

A Fross acompanhará todo esse processo da comprar a entrega.

Qualquer dúvida, acesse-nos no Fale Conosco.

Fique tranquilo!


Sinopse:

Gilles Deleuze sugere a representação orgiástica da natureza, apelando a um Deus onipotente órfão de si mesmo, que ao se alienar na natureza teria produzido eventos potentes o suficiente para se entrelaçar, a fim de então recompor tal Deus.

Assim é tratada a dialética, teoria que subordinaria a experiência da diferença ao idêntico, como o universo que gesta a si mesmo a partir de uma Ideia onipotente, para então, se estilhaçar em uma nova gestação, em um ciclo sem fim.

Linhas de Segmentaridade trata-se de um livro de poesias ultra modernas que descreve este movimento dialético, buscando rompê-lo. A mais no universo que a mera repetição das experiências. Para tanto, apela aos movimentos puros de intensidade, em processos perceptivos, afetivos e intelectos. A percepção, como é narrada, busca incarnar no mundo os órgãos do sentido, sempre buscando movimentos transitórios de intensidade. Já o afeto, é compreendido como deixar-se tocar, estar aberto, ao devir da intensidade potente, aquilo que nos permite paixões ou angústia. Finalmente, o intelecto, está arrolado à experimentação, em oposição à interpretação, pois os versos narrados são experiências, aquilo que está no curto-circuito entre a razão e o sensível.

Em uma cadência ritmada, busca-se a harmonia, os segmentos, entre o puro caos-mor da experiência da diferença pura. Pois o universo tende a se diferenciar, tanto quanto se repetir. O prefiro ultra da qualificação ultra moderna do presente livro remete aos movimentos de intensidade pura, aquilo que foge ao escopo da razão. Porém, arrolado a ela, permite se segmentar, produzindo a subjetividade singular.

Assim é o modernismo de Linhas de Segmentaridade, que abraça o movimento antropológico de autofagia para experenciar o novo.


Ficha técnica:

Edição: 1ª/ 2020

Tamanho: 16/23 cm

Peso: 345g

ISBN impresso: 9786588240021

Papel do miolo: pólen soft 80g

Papel capa: cartão tríplex 250g

Acabamento da capa: colorido com brilho

Orelhas: 8 cm

Lombada: quadrada com colagem.

O Autor:

Breno Pitol Trager é paranaense de Maringá e chega a Editora Fross como certeza de um autor de grande potencial e que traz uma obra de poesia... nenhum pouco clichê, mas na verdade, pura arte literária pós-contemporânea.


Certamente, como ele deixa claro, é um poeta que pratica a dessubstancialização literária. Explica o autor sobre seu gênero de escrita:


"Isso significa que evito-me sujeito de uma obra, pois a cartografia de um desejo é feita somente de linhas, devires constantes".


Graduado em Psicologia, Breno é um amante da Filosofia da Diferença de Gilles Deleuze e do Comportamentalismo Radical de Burrhus Frederic Skinner, para os quais a dessubstancialização literária aparece como algo produtivo do campo da experiência.


Explica ainda o autor:

"Dobrei meu ser diversas vezes procurando criticar o pensamento binário. Com sabores de temporal, minha biografia ora se foge da obra, garantindo a pura diferença sobre a qual eu verso, ora se segmenta, investindo a repetição do que vivi nos acontecimentos versados.

Atuo no trânsito nômade do que está por vir, isto é, aquilo que permite a singularidade entre o acaso marginal e a certeza colossal, procurando uma dosagem de alento entre a grande forma disforme que é o universo. Espero que a representação dialética sobre nossas dobras mostre que uma biografia é curiosidade, enquanto a cartografia é o devir.

Assim, apenas para o meu eu, carinhosamente me recuso a substancializar-me como autor".


Palavras do editor:

Só lendo os livros de Breno Pitol e refletir de forma deliciosa cada verso para compreender o quão talentoso é esse autor. Ler as poesias é de fato analisar uma obra literária e nos faz refletir: o que está por trás da mensagem. Eu, na dúvida, conversava com o autor, mas via que isso perdia a graça de tentar interpretar texto e essa é a grande "onda" de Páginas de Segmentaridade. Confira!

Compre por R$ 52,90 via parceiro:

Compre o e-book via


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Editora Fross.

Antonio Carlos Frossard ME

CNPJ: 32.406.462/0001-08

Rua Farinha Filho, 5/402,  Centro, Nova Friburgo - RJ

Cep. 28.610-280

Atendimento: 

Novos escritores:

frosseditora@gmail.com

SAC Fross, acesse Whatsapp

Via Link - é só clicar Aqui >>

Ou 

https://api.whatsapp.com/message/IQ4FUFPDNA74O1

Atendimento geral:

Tel/ Whatsapp:  22- 981017258

E-mail: editorafross@gmail.com

Redes sociais: @editorafross

* Respostas às mensagens são sempre em horário comercial.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram

© 2019 Editora Fross. Criado por Modelo Wix

Salmo 111:

Confio, sigo e agradeço.

mpf